12 LEITURAS | GOD OF WAR - MATTHEW STOVER E ROBERT E. VARDEMAN

sábado, julho 23, 2016

Mais um mês do Projeto 12 Leituras e o tema escolhido foi um livro baseado em um game. Escolhi um que li há um tempo, mas confesso que estava dividida entre ele e Assassin's Creed. Resolvi reler, porque na época lembro que gostei, mas tinha achado "pesado" por causa da riqueza em detalhes, que vou explicar já já. Ao reler, vi que realmente é um cheio de detalhes e isso o torna uma ótima leitura para quem curte mitologia.

Uma caixa lendária. Um deus traidor. Um guerreiro buscando perdão. No universo dos deuses, a vida é mais do que nuvem e poderes. Tão reais quanto os problemas que os mortais vivem na terra, a inveja, a traição e a maldade também estão presentes no Olimpo.
Kratos é um guerreiro grego que trabalha para os deuses do Olimpo. Com a promessa de ser transformado em um guerreiro perfeito por Ares, o Deus da Guerra, Kratos, enganado por ele, acidentalmente mata a sua família, e segue amaldiçoado pela cinza da morte de seus entes queridos.
Decidido a não servir mais a Ares, Kratos, através de flashbacks ao longo de toda a história, é atormentado pela lembrança de seus atos e procura os outros deuses para fazer um trato e servi-los por dez anos. Ao final desse acordo, o guerreiro procura por Atena, que o livrará dos tormentos e o perdoará por todos os seus atos, mas com uma condição, que ele mate Ares.
Kratos aceita a tarefa, mas para realizá-la, terá que encontrar e usar a poderosa Caixa de Pandora, que esconde todos os mistérios do universo. Mas tão grande quanto o poder de possuí-la, está a responsabilidade de usá-la e nem nos seus piores pesadelos, Kratos imaginava o que o destino estava guardando para ele.
Com uma narrativa tão intensa e desconcertante quanto a proposta no jogo, “God of War” – traduzido por Flávia Gasi, uma maiores especialistas em games do país - , prende o leitor da primeira a última página e o convida a largar o joystick e ser guiado por Kratos nessa aventura épica.
O livro foi baseado no jogo, que foi baseado na mitologia. Eu particularmente sou muito fã das mitologias e essa história do Kratos querer matar o Deus da Guerra é simplesmente demais. Como matar um deus? Conheci o jogo quando conheci meu noivo, é um dos jogos preferidos dele. Eu confesso que até tentei jogar, mas não rolou, sabe, preferi ficar só na leitura mesmo. Ali no início eu disse que a história é rica em detalhes, o que inicialmente, me causou certos problemas com a leitura, isso foi em 2012, acho. Dá para sentir a podridão dos lugares por onde Kratos passa e, posso até ser meio louca, mas senti até o cheiro do livro. O sangue, as vísceras, tudo é muito palpável.

Para quem nunca jogou, pode ser que em alguns momentos a história se torne um pouco cansativa, mas ainda assim, é possível entender muito bem toda a narrativa. Kratos quer se livrar dos fantasmas que o atormentam depois de ter sido enganado pelo Deus da Guerra. Logo no início ele diz que os deus o abandonaram e a partir daí ele segue na difícil missão de se vingar de quem o deixou. 

A única forma de vencer é passando pela Caixa de Pandora, já que sendo apenas um mortal nem haveria a chance de uma batalha acontecer. Porém, sabemos que por ser um Espartano, vencendo ou não, o importante é lutar (vide os 300 de Esparta). Durante a jornada vários monstros da mitologia surgem, tais como ciclopes, centauros, mortos vivos, monstros do mar. Além do mais, você percebe que os deuses estão pouco ligando para Kratos, eles passam grande parte da história jogando com guerreiro. Enfim, é uma leitura bastante válida, mas repito, seu estômago pode revirar. É muito sangue e tripa.

Título: God Of War | Autor (a): Matthew Stover e Robert E. Vardeman | ISBN: 9788580444957| Ano: 2012 | Páginas: 383| Editora: Leya

12 meses, 12 temas, 12 livros

Participam do projeto:

POSTAGENS RELACIONADAS

4 comentários

  1. Uiaaa, gostei desse livro.
    Eu sempre achei God of War um jogo muito hardcore pra mim (porque eu só jogo game indie/fofo/triste/desgraçado da vida), e nem sabia que tinha adaptação pra livro! Na real acho que eu nem sabia nada da história até ler esse post, hmmm. Mas parece ser BEM legal, fiquei especialmente curiosa com essa riqueza medonha de detalhes! Parece o tipo de livro que eu gostaria, hahaha
    Sentimentaligrafia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, eu também, por isso nunca joguei God of war hahaha
      Mas o livro é bem legal mesmo, vale super a pena <3

      Excluir
  2. QUERO!
    Eu gosto muito deste game, já o namorado fechar comigo várias vezes porque eu sozinha sou péssima! E curti bastante saber que tem livro baseado no jogo <3

    Beijão,
    Quase Mineira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sou péssima em qualquer jogo, mas não desisto nunca hahaha

      Excluir

Se você gostou (ou não), deixe um comentário me dizendo o que achou, assim poderemos trocar figurinhas sobre coisas das quais gostamos e vou saber o quê e onde melhorar.
Spam, não, pls!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...