sexta-feira, abril 29, 2016

7/52: MINHAS COMIDAS PREFERIDAS

Mais uma foto para o desafio das 52 semanas e hoje vou falar sobre a coisa que mais amo nessa vida: comida. Quem não gosta né? Acho que só uma certa blogueira fitness por aí, mas fora ela, tenho certeza que um dia perfeito é o dia que tem pizza e filmes. Eu sou um pouco chata em relação à comida, mas no geral como de tudo. Sou daquelas que detesta arroz e feijão - como por obrigação mesmo - e adora um bom cachorro quente da esquina. Fazendo uma mini lista de coisas que eu amo comer, poderia citar:

• Batata frita, não aquelas tipo Ruffles;
• Miojo, lidem com isso;
• Frutos do mar;
• Feijão tropeiro;
• Galinhada da minha mãe.

Vejam que tratamos apenas de comidas. Se eu tivesse que incluir bebidas, o café seria rei, logo em seguida, chás, suco de laranja e de frutas estranhas do tipo graviola e cajá e não sei em que categoria entra o açaí, mas eu passaria a vida inteira consumindo essa coisa roxa dos deuses.

48 HORAS

Caros amigos leitores, perdoem-me pela ausência nos últimos dias. Não é incomum eu sumir por uma semana e voltar a todo vapor, mas desta vez foi completamente intencional. Eu tinha planejado uma semana completa de postagens que não foi possível tornar real já que a queridinha do momento (aka Vivo) me deixou todo esse tempo sem acesso ao mundo.
Pude experimentar de perto o que seria o limite de internet, já que tive que me virar com pequenos pacotes diários de internet, mas que de diários nada tinham. Confesso que foram três dias de puro horror. Saí de casa, levei um livro, um caderno, o iPod e algumas canetas. Fiz diversas anotações sobre coisas legais a falar para vocês e quando chego em casa, a grande surpresa. Desliga o modem, liga o modem, nada de internet. O desespero começa a bater e parece que tudo o que você precisa resolver depende unicamente dela.
Três dias. Li vários livros, peguei um rádio AM/FM e tentei ficar por dentro do que acontecia no mundo. Usei R$0,99 para comprar um pacote de 20MB que acabaria no fim do dia. Às nove da manhã dei uma olhada no Twitter, postei uma foto no Instagram e larguei o celular. Onze horas. Voltei ao celular e de relance vi que o Senado abriria uma CPI para investigar a Anatel. Dei uns pulinhos de alegria, tentei abrir o site com a notícia e cadê? "Você consumiu todo seu pacote de blá blá blá..." COMO ASSIM? NÃO DEVERIA DURAR ATÉ O FIM DO DIA, OU SEJA 23H59?!? Deveria. Uma foto postada e lá se foi tudo o que me restava para um dia inteiro.
Como somos dependentes da internet. Sou. Horas e mais horas perdida, sem saber como lidar com a vida fora dela. Penso que talvez não seja normal, porém não imagino como sobrevivi a esse pequeno espaço de tempo. O bom de ser uma obcecada por livros é que nesses momentos eles te salvam, o problema é que eu queria muito ler aquele livro que ainda não tenho e estava disponível para download na internet. Agora está tudo resolvido e parece que as coisas voltarão ao normal daqui pra frente.

terça-feira, abril 26, 2016

LIVRO | O ALQUIMISTA - PAULO COELHO

Em primeiro lugar quero dizer que umas das coisas boas no ser humano é a capacidade de mudar de opinião. Não fosse isso, eu nunca teria parado para ler um livro tão bom quanto O Alquimista apenas por ter sido escrito por Paulo Coelho. Um cara que há anos ouço dizer que é ateu, satanista, nazista, fascista e sei lá mais o quê ista. Exagerei, confesso, mas é verdade quando digo que sempre tive uma má impressão dele por nunca ter procurado saber quem Paulo Coelho é e o que ele prega e acredita.
Sei que muitas pessoas também têm esse pensamento e eu te digo que, independente da crença dele, ele é um escritor incrível. Já ouvi vários absurdos e por isso tinha medo de ler uma obra dele e automaticamente ir para o inferno. Sim, minha gente, cresci em uma família cristã que já chegou a me dizer que usar base nas unhas era uma falta gravíssima, mas ainda bem que, como disse antes, o homem é capaz de mudar seu ponto de vista, sem que isso interfira em seus valores.
Mas voltando ao assunto principal que é O Alquimista, a sinopse, segundo o Skoob, fala o seguinte:


Simples, sábia e inspiradora, esta história refaz os passos de um pastor da Andaluzia que viaja para o deserto egípcio em busca de um tesouro enterrado nas Pirâmides. 
O que começa como uma jornada para encontrar bens materiais torna-se uma descoberta das riquezas que escondemos dentro de nós mesmos. 

As belas lições que Santiago aprende ao longo do caminho nos falam da sabedoria de ouvir o que diz o coração, de ler os sinais com que deparamos ao longo da vida e, acima de tudo, da importância de seguir os nossos sonhos.

Resolvi mergulhar nessa leitura depois de tanto meu noivo falar que era um livro muito bom. Ainda bem que ele insistiu. A história é um exemplo de como os pensamentos positivos nos trazem coisas boas. Ele nos traz a grande lição de que se desejarmos muito algo, certamente acontecerá, ou seja, estaremos completamente inclinados a alcançar determinado objetivo. Todos os personagens que passam pela vida de Santiago ensinam algo valioso. E para quem acredita que Paulo Coelho é ateu, bom, ele pode até ser, mas diversas vezes Deus é citado.


"Deus escreveu no mundo o caminho que cada homem deve seguir. É só você ler o que Ele escreveu para você."

Não sei a qual Deus ele se refere, mas é uma frase muito bonita e motivadora. Além dessa, o livro é recheado de frases que nos fazem acordar para o quanto a vida pode ser bonita e isso depende apenas de cada um de nós.


"...para ela todos os dias eram iguais, e quando todos os dias ficam iguais é porque as pessoas deixaram de perceber as coisas boas que aparecem em suas vidas sempre que o sol cruza o céu."

É um enredo de linguagem simples e fácil de compreender e tenho certeza que agrada vários públicos, afinal, é uma das obras mais vendidas do Paulo Coelho. Não é para menos. Só tenho coisas boas a dizer a respeito de tudo o que li. Ele realmente mexeu comigo da primeira à última página e com toda certeza vai ficar marcado como um dos melhores livros que já li na vida.

Título: O Alquimista| Autor (a): Paulo Coelho | ISBN: 9788575427583| Ano: 2015 | Páginas: 176| Editora: Sextante

sexta-feira, abril 22, 2016

6/52: NUNCA TIVE CORAGEM

Com uma semana de atraso - claro, senão não seria eu - aqui estou com mais uma foto para o desafio das 52 semanas. Na foto, a Matina, uma pessoa queridíssima, mas assim como a maioria das pessoas de quem eu gosto, mora longe. Mas vamos ao tema que é sobre coisas que eu nunca tive coragem. 
Para ser bem honesta, sou bem medrosa e sempre tive medo de fazer muitas coisas nessa vida. Exemplo:

-Usar qualquer tipo de drogas ilícitas;
-Fazer tatuagem, apesar de estar pensando muito nisso ultimamente;
-Trair alguém;
-Praticar esportes radicais;
-Ir atrás de velhas amizades, pois sempre acho que no mínimo vão dizer que não sabem quem sou eu.

Fora várias outras coisas, acho que essas são as mais relevantes para listar aqui. E você?

quarta-feira, abril 20, 2016

QUEREMOS INTERNET JUSTA

Estamos caminhando para o fim da internet ilimitada e isso é uma questão bem grave e importante de saber. A tecnologia avança todos os dias e nós precisamos da internet para tudo, aliás, ela vem facilitando nossas vidas há anos. Entretanto, alguma coisa muito louca aconteceu e fez com que os donos das operadoras de telefonia Vivo e GVT simplesmente acreditassem que do jeito que está, não está bom e é preciso por um limite nisso tudo. 
Se você ainda está meio perdido, recomendo muito que assista o vídeo do Felipe Castanhari, pois ele explicou muito bem o que é essa limitação da internet e o real motivo disso acontecer, e ler o artigo do site Olhar Digital.
A primeira coisa importante a saber é que limitar a internet não vai afetar apenas os youtubers ou blogueiros. Vai afetar até sua avó que te manda whatsapp perguntando se você já comeu alguma coisa. Vai afetar todos nós. Para mim, é um retrocesso tão absurdo que é pior do que na época da internet discada. Naquela época pelo menos nós não estávamos acostumados com Spotify, Netflix, Torrent, redes sociais e mais várias coisas que cabem em um único notebook.
Hoje, todos os usuários da internet estão se unindo contra a tal franquia da banda larga. Vi uma famosa youtuber dizendo que precisamos analisar se vai ser bom ou ruim e se for ruim nós gritaremos contra. Não precisa de muito para saber que já é péssimo. Vai ser um serviço caro, de qualidade ruim e que estará bem distante da realidade do salário mínimo brasileiro. Mais uma vez as classes mais baixas sairão prejudicadas. E o acesso à informação? E a inclusão digital? Como teremos a facilidade de estudar em casa? E o emprego de muitas pessoas que trabalham apenas com internet? E sabe o pior? O presidente da Agência Nacional de Telecomunicações, que deveria nos defender, apoia as operadoras e como se não bastasse, hoje ele ainda culpou os jogos online pela mudança.
Não podemos deixar que isso vá adiante. O grito precisa ser dado agora, já que sabemos que uma vez implantada a franquia de dados, jamais voltaremos ao que é hoje e eu não estou disposta a ficar sem todo o conforto que a internet me traz. Você está?


segunda-feira, abril 18, 2016

O CÉU DE OUTONO

Outono é minha segunda estação do ano preferida. Esse ano está bem mais quente - ou vai ver é imprensão minha - mas ainda assim as noite estão fresquinhas e ontem estava bem frio. Deitei perto da janela, coloquei na Netflix e aproveitei aqueles momentos geladinhos que estão cada vez mais raros.
Eu gosto do outono, porque é a estação que me lembra o recomeço. As folhas precisam secar e cair para a chegada da primavera. Depois fica  tudo verdinho e com aquele cheiro de chuva. As folhas amarelinhas, os galhos, que logo receberão folhas e flores. É um ciclo.
Além disso, o céu fica incrivelmente lindo e o pôr do sol é sem palavras. Brasília é conhecida pelo céu e eu confesso que realmente sou apaixonada por ele. Não é atoa que, vira e mexe, eu posto fotos só do céu e, mesmo que não poste, meu celular é cheio de fotos, porque é irresistível.

Na última foto, a silhueta é da querida Lory do blog Drawn Wings, que tive o prazer de conhecer na semana passada, quando a Kah esteve visitando Bsb. 

sexta-feira, abril 15, 2016

3 AMORES PLATÔNICOS

Você passa anos procurando sua cara metade e amando o primeiro gatinho que dá um sorriso simpático. Quem nunca? Mas aí você se insere no mundo dos filmes, livros e séries e descobre que, definitivamente, tem muitas almas gêmeas e pessoas com quem você gostaria de passar o resto da vida. Mas a vida é só injustiça e se o mundo fosse perfeito eu estaria casada com Jason Statham. A blogagem coletiva do grupo mais amor dessa internet, sugeriu que citássemos três amores platônicos. O que torna minha vida difícil, já que eu amo mais do que três e um dia seremos felizes para sempre.

  • Jason Statham
Falando nele... Sabe aquele homem que não é bonitinho e fofinho? Que desperta em você a vontade de fazer altas coisas vida loka? Aquele homem que parece ter pegada e que é homão mesmo. Ai Jesus! CASA COMIGO, STATHAM!!!

  • Theo James
Quem leu a saga Divergente provavelmente se apaixonou pelo jeito do Tobias, mais conhecido como Quatro. Eu adorei a saga e desde então já fiz todos os preparativos imaginários para o casamento. Lendo os livros era cada suspiro... Sério, estou apaixonada!

  • Chris Evans
Se você também não pensa em casar com esse homem, algum problema você tem. Sério. É o dono do meu coração, porque sim! Não tem o que dizer, só sentir.

Contem aí, quais são ou foram seus amores platônicos?


CHANGE...


COMO ASSIM JÁ MUDOU O LAY DO BLOG DE NOVO?

Ai gente, essa é uma coisa me persegue. Os dedinhos nervosos e a mente inquieta simplesmente não permitem que eu deixe certas coisas para depois. Eu sei que faz pouco tempo que eu coloquei um lay novinho em folha, mas bateu da bad e alguma coisa precisava ser feita além do choro e ranger de dentes.

Ontem minha migs Kah foi embora e bateu um vazio aqui. Liguei o notebook, coloquei uma música que não costumo ouvir e agora, 1h44 aqui estou escrevendo esse post. Estou com uma dor horrível no pescoço e sem um pingo de sono. Com muita vontade de tomar um vinho, colocar umas peças de roupa em alguma mochila e sair por ai.

Como me conheço bem e não ou fazer isso, vou apenas me deitar e assistir alguma coisa na Netflix enquanto ainda é possível. Torcer para que hoje tudo seja tranquilo, já que vou ficar, pela primeira vez, sozinha tomando conta da minha sobrinha fofinha o dia todo e de olho no noticiário para ver em que pé está o IMPITIMA  e a ameaça do Estado Islâmico ao Brasil.

E me responda, gostaram da cara nova do blog? Eu estou curtindo e achei que ficou legal, mas ainda em umas coisas que não estou conseguindo arrumar de forma alguma.

quinta-feira, abril 14, 2016

QUANDO O VIRTUAL COMEÇA A SE TORNAR REAL...

Sabe aquelas coisas que você nunca imagina que podem acontecer algum dia na vida? Depois dos últimos quatro dias eu acredito que tudo pode acontecer. E para quem está meio perdido nessas duas linhas, a minha querida amiga Kah do blog Coffee, Rock and Beer veio passar alguns dias aqui em Brasília, porque ela vai fazer um tour pelo Brasil (vai sim miga hahaha) e a primeira parada foi aqui em casa. 

Esse post é apenas para agradecer imensamente pela amizade da Kah e de todas as meninas do Keep Calm and Blog On (Cintia, Cheel, Íris, Ju, Nady) por essa amizade distante, porém incrível! 

Nos conhecemos aqui mesmo no mundo virtual e a cada dia tenho mais certeza de que essa amizade vai vencer qualquer distância. Mesmo estando uma em cada ponta do país, sinto como se estivéssemos a apenas algumas quadras de distância. Não sei quantas vezes elas já me ajudaram quando nada mais parecia ter sentido. Sou muito grata por tê-las na minha vida.

Esses dias que a Kah esteve aqui foram muito divertidos. Tivemos momentos muito engraçados e pudemos trocar muitas ideias legais. Além disso, nada melhor do que ter uma fotógrafa tão talentosa por perto. No primeiro dia quase me afoguei em uma garrafinha de água, no outro dia foi a vez dela de tomar banho de cappuccino. Bolamos planos diabólicos para que uma loka que eu não gosto caísse e quebrasse dois dentes, conhecemos a Lory pessoalmente (que é outra história muito louca). Levamos vinagre para o caso de rolar gás lacrimogênio na Esplanada, choramos pela não abertura do Itamaraty... Foram muitas emoções.

É uma pessoa que fez eu me sentir muito bem e querer fazer coisas diferentes. Kah, muito obrigada!

Update: Semana passada a Cíntia nos presenteou com uma super ilustração feita pela Talia e eu, devagar como sou, esqueci de colocar aqui no post. Mas aqui está.
Acompanhe o blog nas redes sociais
 Instagram || Facebook || Flickr || Bloglovin  || Snapchat: milcaabreu 

sábado, abril 02, 2016

5/52: MINHAS MAIORES NEURAS E MANIAS

Tudo bem que eu não sou lá uma pessoa cheia de manias e TOCS, mas alguns detalhes da vida me deixam tão louca a ponto de não conseguir pensar direito. Não tenho muitas manias, mas as que eu tenho já valem por muitas e, confesso, tenho algumas neuras sim.

Neuras:
-Sempre acho que minhas mãos estão sujas;
-Sempre acho que se eu estiver na rua e colocar a mão ou qualquer coisa na boca, posso morrer dali a uma semana;
-Contato humano é bem tenso. Não conversar, mas pegar mesmo. É sem explicação;
-Se eu colocar alguma coisa em determinada ordem e alguém alterar... Sério, prefiro a morte;
-Os aplicativos do meu celular precisam ser organizados por cores. Depois que fiz isso uma vez, simplesmente não consigo mexer no celular enquanto não estiver tudo em seu perfeito lugar;
-Tenho alguns itens essenciais na minha bolsa e quando eu saio sem levar meu humor muda.

Manias:
-Se eu não passar hidratante nas mãos depois de lavá-las, fica difícil até respirar;
-Ouvir música durante o banho;
-Eu falo sozinha. E brigo comigo mesma em voz alta;
-Tiro mil fotos de tudo e não publico 1/3 delas.

Nossa, nunca escrevi tão intimamente sobre mim. A maioria das coisas que listei, as pessoas mais próximas a mim não sabem. Fora as outras mil loucuras da minha cabeça. Enfim, essa sou eu =)

Acompanhe o blog nas redes sociais
 Instagram || Facebook || Flickr || Bloglovin  || Snapchat: milcaabreu 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...