quinta-feira, janeiro 14, 2016

FILME | OS 8 ODIADOS (2016)

O primeiro filme da minha lista de filmes para ver em Janeiro era Os 8 odiados e finalmente pude ir cinema conferir esta obra de arte. Primeiro quero dizer que nem sempre fui fã dos filmes do Quentin Tarantino. Lembro de ter assistido alguns, como Pulp Fiction e Kill Bill, e não ter entendido absolutamente nada, mas eu devia ter uns 13 anos. 

Depois, quando assisti novamente já com um pouco de conhecimento sobre a forma dele de fazer seus filmes, consegui ver o quanto ele é genial e tem um jeito único e sangrento de desenhar suas obras. Dito isso, afirmo que enquanto você não compreender o autor, dificilmente gostará de H8ful.

Quando voltei para casa, depois da sessão, fui correndo ler as críticas e foi justamente o que vi. Pessoas falando que o filme é arrastado e a única vontade era ver as atualizações do Facebook. 
Pois bem, o filme é dividido em seis capítulos e se passa nos Estados Unidos em momento pós-guerra. Prevendo uma tempestade de neve, o caçador de recompensas Major Marquis Warren pede carona a um homem chamado O.B., que leva outro caçador de recompensas chamado John Ruth e sua prisioneira, Daisy Domergue. Eles estão a caminho de Red Rock. Aí os diálogos são à la Tarantino e que não combinariam com mais ninguém além de Samuel L. Jackson. E, durante o caminho, são abordados por Chris Mannix, que diz ser o futuro xerife de Red Rock.

Passada a tensão, eles param no armarinho da Minnie para esperar o fim da nevasca. Lá encontram outros três homens e em dado momento, Warren começa a provocar um deles, o ex-general Sanford Smithers. Nesse meio tempo algo acontece.
Todo o filme acontece em apenas dois ambientes. Já no início você tem em torno de cinco minutos uma única câmera em um único assunto. Os diálogos são bem grandes, como é de costume e os dois primeiros capítulos são no mesmo ambiente e, grande parte, com apenas três personagens, Muitas pessoas viram isso como uma coisa horrível e disseram que sentiram sono, mas para mim, é apenas o jeito do Tarantino de fazer filmes. Claro que Django foi algo bem mais dinâmico, mas ainda assim tivemos aquelas conversas imensas entre dois únicos personagens. 

A trilha sonora está impecável, óbvio, e as atuações são simplesmente ótimas. A história do filme é muito interessante e cheguei até a comentar que foi algo bem Agatha Christie. Se você não sabe do que estou falando, trata-se basicamente de um detetive que é ótimo observador e no final sempre descobre o culpado. Adoro esse climão de mistério e Os 8 odiados é exatamente isso: alguém que diz ser quem não é. Você passa o filme todo apontando um e outro e no final é algo bem inesperado.

Vale muitíssimo a pena, mas repito, é preciso compreender o "modelo tarantinesco" de escrever, caso contrário, certamente você vai sair do cinema na metade do filme ou vai dizer que odiou.   

Acompanhe o blog nas redes sociais
 Instagram || Facebook || Flickr || Bloglovin  || Snapchat: milcaabreu  
Milca Abreu
Milca Abreu

Formada em Letras, apaixonada por leitura, fotografia, séries, gatos, Star Wars, Super-Heróis, Woody Allen e batons. Amo histórias de terror e suspense, músicas antigas e não dispenso uma boa passeada no shopping. Sou da Capital e ainda pretendo conhecer o mundo - ou parte dele.

4 comentários:

  1. Estava morrendo de vontade de assistir esse filme desde que ele foi anunciado, e fui ver na primeira chance que tive. Tinha expectativas muito altas, e não me decepcionei. Amei, amei, amei o filme. Realmente dá pra entender porque alguns não gostaram, mas eu particularmente adoro o tal "modelo tarantinesco". Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tem como não amar... aliás, tem, mas essas pessoas não merecem nossa atenção hahahaha
      Brincadeirinha!

      Excluir
  2. Ah céus! Fui assistir segunda passada. Amei demais. Sou apaixonada por Tarantino e não acredito que teve gente que sentiu sono. Poxa, os diálogos de Tarantino são sempre maravilhosos. <3 Curti a resenha. Xx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!!!!
      Também adorei demais!!!

      Excluir

Se você gostou (ou não), deixe um comentário me dizendo o que achou, assim poderemos trocar figurinhas sobre coisas das quais gostamos e vou saber o quê e onde melhorar.
Spam, não, pls!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...