quinta-feira, janeiro 22, 2015

Maze Runner: Correr ou morrer - James Dashner

Esse livro eu li ano passado, até citei na tag que respondi, e acabei esquecendo de falar sobre ele aqui no blog. Esqueci mesmo, não sei por quê cargas d'água, pois se trata de um ótimo livro. 
Tudo começa com Thomas acordando dentro de um elevador escuro se movimentando; ele não lembra de nada, nem o próprio nome. Quando o elevador finalmente para, ele se vê entre vários garotos que o apresentam à Clareira, nome do lugar onde eles estão. É um lugar aberto, rodeado por enormes muralhas e ninguém sabe como foi parar ali, a única coisa que sabem é que todas as manhãs duas enormes portas se abrem dando acesso a um labirinto. Thomas descobre que suas perguntas não serão respondidas facilmente. No dia seguinte, algo muito estranho acontece: uma garota chega à Clareira, desmaiada e com uma mensagem na mão que mudará completamente o rumo das coisas. 
A história é intrigante do início ao fim, pois a todo instante você se pergunta, assim como Thomas, o que é tudo aquilo e fica procurando um sentido em tudo o que acontece. Nos momentos iniciais , eu cheguei a ficar bem irritada, porque eu não conseguia entender o que estava acontecendo e acho que me senti na pele do Thomas, sem resposta alguma. Mas o pior eu não sabia que ainda estava por vir. 
Eu já li muitos livros nessa minha vida e confesso que, até então, eu nunca tinha sentido uma mistura tão grande de sentimentos e, cara, teve partes que eu precisei ficar em pé e pulando igual louca falando CARACA, CARACA, CARACA!! Não sei se aconteceu algo assim com outras pessoas, mas comigo aconteceu e, a cada página, a ansiedade aumentava, porque você não sabe o que diabos são aqueles Verdugos, o que significa C.R.U.E.L. e até onde eles conseguirão ir dentro do labirinto. Aliás, o que é aquele labirinto??
Quando a história vai chegando ao fim, é muita tensão, porque termina de uma forma que você sabe que vai morrer se não começar logo o segundo livro. Nos segundos finais você percebe que não tem nada resolvido e que a história está apenas começando. Enfim, é uma história bem diferente e sem dúvida vai prender sua atenção.
Com relação ao filme, algumas coisas são bem diferentes, mas o filme é muito bom também. A ideia do livro permanece, mas muitos detalhes foram alterados, como o buraco dos Verdugos, por exemplo, que não vou falar como é a diferença para que você veja com seus próprios olhos. Achei que o Dylan O'Brien representou muito bem o Thomas e achei o restantes das atuações muito boas. E achei o Chuck fofinho!
Então é isso. Assistam o filme e leiam o livro, na ordem de preferência, pois são maravilhosos e aguardem, pois em breve falarei sobre Prova de Fogo, o segundo livro da saga.
Milca Abreu
Milca Abreu

Formada em Letras, apaixonada por leitura, fotografia, séries, gatos, Star Wars, Super-Heróis, Woody Allen e batons. Amo histórias de terror e suspense, músicas antigas e não dispenso uma boa passeada no shopping. Sou da Capital e ainda pretendo conhecer o mundo - ou parte dele.

2 comentários:

  1. Eita, só de ler seus comentários fiquei com vontade de conhecer a história.
    Esses livros que prendem a gente e nos deixam inquietos são os melhores, né?

    ResponderExcluir

Se você gostou (ou não), deixe um comentário me dizendo o que achou, assim poderemos trocar figurinhas sobre coisas das quais gostamos e vou saber o quê e onde melhorar.
Spam, não, pls!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...