sexta-feira, dezembro 12, 2014

A Seleção - Kiera Cass

Sabe aquele livro que você não dá muita coisa e no final se surpreende? A Seleção é desses. Eu estou lendo muitos desses livros infanto-juvenis, porque muitos têm histórias diferentes e fantasiosas e eu amo fantasia.

Em A Seleção, temos América que é a protagonista e é apaixonada por Aspen, ambos de um país chamado Illéa. Tudo se passa muito tempo depois de uma grande guerra que levou o país a ruínas, então a maioria das pessoas vive em situações precárias. O país se divide em castas, que são:

Casta 1: A nobreza e o Clero;
Casta 2: Celebridades, modelos, atletas profissionais, políticos, atores e oficiais;
Casta 3: A elite, educadores, filósofos, inventores, escritores, cientistas, médicos, veterinários, dentistas, arquitetos, bibliotecários, engenheiros, psicólogos, cineastas, produtores musicais, advogados;
Casta 4: Fazendeiros, joalheiros, corretores de imóveis e de seguros, chefes de cozinha, mestres de obras, proprietários e donos de restaurantes, lojas e hotéis;
Casta 5: Artistas, músicos, fotógrafos e dançarinos;
Casta 6: Secretários, serventes, governantas, costureiras, balconistas, cozinheiros, motoristas;
Casta 7: Jardineiros, pedreiros, lavradores, pessoas que limpam calhas e piscinas, e quase todos os trabalhadores braçais;
Casta 8: Pessoas com deficiência (especialmente quando desamparadas), viciados, fugitivos, sem-tetos e bastardos .

Sempre que o Rei e a Rainha precisam casar o príncipe, eles fazem uma seleção com trinta e cinco meninas de todas as castas, é tipo um reality show, pois tudo é transmitido pela TV e a pedido de Aspen, um Seis e até então namorado da América que é uma Cinco, ela decide enviar seu formulário, mas nem imaginava que seria chamada.

Até a parte antes da parte em que América conhece o príncipe Maxon, eu estava achando tudo muito chato, porque conta muitos detalhes da vida dela em casa e seu relacionamento com a família. Quando ela é selecionada que os representantes do governo vão na casa dela explicar todo o processo também é bem chatinho. Também achei meio nada a ver o drama sobre a pergunta a respeito da virgindade de América.

Achei bem legal como são apresentadas as outras participantes e o fato de cada uma ter se inscrito por interesses diferentes, acredite, nem todas elas estão lá porque Maxon é lindo e tudo o mais e também porque a única realmente insuportável é a Celeste. Na parte em que ela se junta às outras, eu meio que fiz um filme aqui na minha mente imaginando como ela seria na vida real. Adorei a Marlee por ela ser meiga e humilde e quase morri de raiva da história do vestido no aniversário.

Quando Aspen reaparece a única coisa que eu consegui pensar foi AFF!! Sem mais a declarar sobre isso. Achei o Maxon um fofo e assim como América, no início achei que ele era só mais um filhinho de papai. No geral, é um livro muito divertido, mas você precisa de paciência até chegar na parte boa.
Não gosto muito de fazer comparações, mas ele me lembrou bastante Jogos Vorazes, principalmente por ser transmitido na televisão.
E já estou doida para ler A Elite e ver no que vai dar.
Milca Abreu
Milca Abreu

Formada em Letras, apaixonada por leitura, fotografia, séries, gatos, Star Wars, Super-Heróis, Woody Allen e batons. Amo histórias de terror e suspense, músicas antigas e não dispenso uma boa passeada no shopping. Sou da Capital e ainda pretendo conhecer o mundo - ou parte dele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você gostou (ou não), deixe um comentário me dizendo o que achou, assim poderemos trocar figurinhas sobre coisas das quais gostamos e vou saber o quê e onde melhorar.
Spam, não, pls!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...